Número 1 en Europa     60 años de experiencia
800 91 30 55 CHAMADA GRATUITA - DAS 8:00 ÁS 22:00

Murprotec também fica em casa. Devido ao estado de alarme do COVID19, o processamento das solicitações de diagnóstico pode demorar. Queremos garantir a saúde e a segurança de todos e, por isso, agora mais do que nunca, a Murprotec está consigo.

A humidade e o clima trazem temporadas de alergias

Inicio / Blog / A humidade e o clima trazem temporadas de alergias
Publicado pela
en Blog

1 em cada 3 portugueses enfrentam o avanço da temporada de alergias. Os níveis de pólen atmosférico são muito elevados na região do Alentejo, até ao final de fevereiro.

A humidade e o clima

A grande maioria das alergias, quase 60%, segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, afetam as vias respiratórias e podem causar: tosse, espirros e, noutros casos mais graves, rinite alérgica.

As alergias não surgem apenas na rua, também espreitam fora das nossas casas. A combinação de chuva e o aumento de temperaturas do início de fevereiro, indicam um aumento substancial na proliferação de ácaros.

 

Alergia a pó e ácaros: são os mesmos?

 

Na verdade, os ácaros alérgicos são misturados com o pó e é por isso que a confusão surge.

Os ácaros são uns aracnídeos microscópios muito comuns em qualquer lugar. A sua proliferação aumenta a produção das suas partículas alérgicas e isso provoca alergia em quase 40% dos afetados por esta patologia.

Uma alergia que nada tem a ver com o exterior e que é uma ameaça constante para a nossa casa.

 

Luz, ventilação e ambiente seco.

 

A fórmula magica para manter a população de ácaros estável (não se pode eliminar por completo) e, além disso, para aliviar o efeito das gripes e constipações.

Uma boa ventilação, habitações com luz natural direta e uma humidade relativa baixa são muito beneficiantes para a nossa saúde e a da nossa casa.

Os ácaros e outras muitas espécies de organismos e insetos, produzem-se com facilidade e ambientes escuros e húmidos. Um cenário perfeito no inverno e na presença de humidade.

 

Um problema que afeta 30% dos edifícios.

 

De nada servem desumidificadores que eliminam a humidade excessiva em espaços pequenos ou de produtos anti-humidade que evitam que a água entre na nossa casa. Se a água se infiltrar na sua casa, a única solução é eliminar a origem da mesma.

“Em muitas intervenções encontramos famílias que, vivem em casas com graves problema de humidade, são afetadas por alergias” indica a Murprotec, empresa líder europeia em tratamentos contra a humidade.

Problemas de humidade não só facilitam o aparecimento de espécies como os ácaros, assim como produzem sensação de frio e anulam o efeito de ventilação. Um problema de humidade não é apenas mau cheiro e estética. É um sinal de que a sua casa está doente.

A humidade afeta 30% dos edifícios em algum momento do seu ciclo de vida. Um problema muito comum que tende a disfarçar-se com remédios caseiros ou soluções parciais.

“Uma mancha de humidade pode ser escondida com pintura, mas a água que a gera não desaparece magicamente”, diz um dos técnicos da Murprotec.

As alergias, as gripes, os espirros e outras doenças respiratórias não são problemas exclusivos do exterior. Uma casa doente é tão perigosa como um ambiente hostil.

 

Acabar com a humidade de uma vez por todas é a única solução para que a nossa casa seja um lugar seguro para a nossa família.

 

Entradas relacionadas