Número 1 en Europa     60 años de experiencia
800 91 30 55 CHAMADA GRATUITA - DAS 8:00 ÁS 22:00

Murprotec também fica em casa. Devido ao estado de alarme do COVID19, o processamento das solicitações de diagnóstico pode demorar. Queremos garantir a saúde e a segurança de todos e, por isso, agora mais do que nunca, a Murprotec está consigo.

Escolher uma casa à prova de humidade II

Inicio / Blog / Escolher uma casa à prova de humidade II
Publicado pela
en Blog

No artigo anterior, demos-lhe algumas dicas e observações que deve considerar antes de comprar ou alugar a sua próxima casa.

Escolher uma casa à prova de humidade

O clima e a localização de uma propriedade podem influenciar muito os custos de manutenção e os danos que a humidade pode fazer à nossa casa. Mas também há outros fatores que podem ser decisivos quando se trata de optar por uma casa ou outra.

 

Idade da propriedade.

 

É um fator importante que nem sempre é tido em conta. É difícil saber quais as leis de construção que afetam a construção de alguns edifícios. Estar atento a certos aspetos pode salvar-nos de alguns sustos.

Para além dos sistemas de isolamento, aquecimento, gás e ventilação que mudaram muito nos últimos anos, há que ter em conta que os materiais de construção perdem força e durabilidade ao longo do tempo.

Nas grandes cidades e capitais é comum encontrar propriedades com antiguidades próximas ou superiores a cem anos. A resistência das paredes e o estado do isolamento são muito importantes quando se trata de combater a humidade.

Por outro lado, nas casas recém-construídas temos de estar atentos à qualidade dos materiais, uma vez que, nos últimos anos, em consequência de crises económicas, foram detetadas deficiências que aumentam a probabilidade de ter problemas de humidade.

A opinião do especialista (Murprotec é o líder europeu em tratamentos anti-humidade): “Em edifícios antigos é comum encontrar humidade devido a infiltrações laterais devido a deficiências no isolamento ou nos tubos”.

“Em alguns edifícios recém-construídos encontramos uma defesa baixa contra a humidade por condensação. A qualidade do isolamento e das janelas é decisiva.”

 

 

Eficiência energética.

 

Uma classificação que se tornou muito importante. De tal forma que começa a influenciar o preço final dos imóveis.

A capacidade de uma casa para manter a temperatura e ventilar eficientemente o ar pode fazer uma grande diferença para o nosso orçamento.

Na grande maioria dos edifícios após 2010, a qualificação energética é obrigatória. Quanto mais perto o grau A+++ (a classificação mais alta), menos recursos a nossa casa precisará de ficar.

As propriedades com baixa notação energética estarão mais expostas a problemas de condensação e terão um isolamento menos eficiente, o que será uma barreira fraca à humidade por capilaridade e por infiltração lateral.

Da mesma forma, um bom sistema de janelas influencia a eficiência do aquecimento e da ventilação. Dois fatores determinantes quando se trata de manter a humidade afastada.

A opinião do especialista: “Uma boa classificação energética pode ser uma grande poupança na manutenção, embora valha a pena conhecer os fatores que influenciam a nota.”

“A ventilação é um dos problemas mais recorrentes que encontramos nas nossas intervenções. Muitas vezes, a ventilação adequada evita mais problemas do que o isolamento perfeito.”

 

Um diagnóstico para uma decisão vital.

 

Em muitos países começa a tornar-se um campo profissional regular antes de adquirir um imóvel.

 

A Murprotec oferece um diagnóstico gratuito e profissional que pode garantir o nível de proteção da sua futura casa contra a humidade e propor futuras melhorias.

Uma casa de sonho não é apenas a mais bonita e a maior, é também aquela que facilita a nossa vida.

Entradas relacionadas