Número 1 en Europa     60 años de experiencia
800 91 30 55 CHAMADA GRATUITA - DAS 8:00 ÁS 22:00

Humidades e alergias – a grande ameaça de Portugal.

Inicio / Blog / Humidades e alergias – a grande ameaça de Portugal.
Publicado pela
en Blog

 

Mais de três milhões de portugueses sofrem de algum tipo de condição alérgica.

Segundo o serviço de Imunoalergologia do Hospital de Santa Maria e graças aos dados da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Clinica Imunologia (SPAIC), indicam que mais de um terço da população sofre de algum tipo de alergia.

 

Humidades e alergias – a grande ameaça de Portugal.

 

Quais as principais razões?

As razões para este aumento de alergias (que inclusivo está a começar a ser considerado praga, em alguns lugares) estão relacionadas com a mudança do modo de vida e ligadas a razões do meio ambiente.

A primeira causa de alergia em Portugal, está relacionada com os ácaros do pó. Inofensivo por si só, contudo, pode ser um problema sério se a população aumentar de forma drástica.

Existem diversas razões para o crescimento destes ácaros, no entanto, a causa mais comum é devido às condições perfeitas que geram o seu crescimento: humidade e temperaturas suaves.

O clima português é um dos mais suaves na Europa e a grande quantidade de costa existente em Portugal. Assim como, a proximidade ao Oceano Atlântico, proporcionam um clima com precipitações excessivas e vento constante. Estas são condições maravilhosas para o aparecimento de humidades.

 

Qual o tipo de humidade mais comum?

A humidade mais comum geralmente ocorre por condensação, infiltração lateral e capilaridade.

Portugal é também um dos países europeus em que a taxa de habitação rural é ainda elevada. A presença de imóveis unifamiliares é muito mais comum, o que permite que a humidade por infiltração lateral e por capilaridade seja muito mais frequentes.

 

Como detetamos?

Podemos detetar humidade por infiltrações laterais em manchas de salitre (se a localização for perto da costa) ou estragos na pintura. Também poderão ser encontradas pequenas poças nas habitações localizadas perto de massas de terra.

Os sinais de humidade por capilaridade são semelhantes, mas podem ser identificados se encontrarmos manchas em zonas inferiores ou em pequenas rachas que indicam que há água nas paredes.

Em ambos os casos, os ácaros, o mofo ou os fungos serão os primeiros a preencher essas áreas. Estas espécies são as causadoras de condições alérgicas que podem prejudicar a nossa saúde e da respetiva família.

No que respeita os impactos ambientais devido à poluição, ou a mudança de hábitos higiénicos, é importante acrescentar o clima português. O mesmo é considerado benéfico para problemas de humidade.

 

Se existirem inimigos aos quais não se consegue lutar (tais como o clima ou, em menor escalda, a poluição), podemos manter o nosso lugar imune de alvos de humidade. Assim como, livres de possíveis fontes de alergias.

Detetar a origem de humidade e cortá-la de raiz, é uma opção segura para manter a sua casa e família saudáveis.

 

Há mais de 65 anos que a Murprotec se encarrega de pôr fim à humidade. A tecnologia utilizada acaba com as origens da humidade e das alergias. Substitui ainda o ar contaminado da sua casa por um ar saudável.

Não acrescente dados às estatísticas nacionais e fuja de pragas alérgicas. Faça da sua casa uma fonte de higiene e saúde.

Entradas relacionadas